Stand da Caixa Mágica com um computador, um caderno e flyers

Pelo 16º ano consecutivo, a Caixa Mágica abre portas a mais um ano de estágios de verão onde prevê receber um conjunto fantástico de estudantes finalistas de Licenciatura ou de Mestrado das áreas da Tecnologia. Procuramos jovens estudantes com espírito aventureiro, de equipa e que revelem uma enorme ambição e vontade de crescer e evoluir tanto a nível pessoal como profissional.

Os estágios de verão da Caixa Mágica terão a duração de 2 meses, em regime de part-time, e são remunerados. Os estagiários irão ter pela frente um projeto desafiante, com tecnologias atuais, e irão beneficiar de um acompanhamento contínuo por parte dos nossos developers mais seniores.

Este ano a Caixa Mágica decidiu recolher alguns testemunhos de ex-estagiários de verão que hoje fazem parte da nossa equipa de Development:

 

Adriano Batista:

"Tive oportunidade de estagiar na Caixa Mágica e pude aplicar todos os meus
conhecimentos no desenvolvimento de uma solução real, para um problema
real. A proposta de estágio passava por desenvolver uma aplicação Web e
mobile híbrida, usando um stack de React.js e React Native. O projecto
proporcionou-me o primeiro contacto com bibliotecas/frameworks de Javascript,
vindo a fomentar o meu gosto pela linguagem.

A fantástica e talentosa equipa, que acolheu todos os novos membros
estagiários da melhor forma, e a ajuda de um mentor sempre presente tornou
esta experiência muito positiva e frutuosa em termos de desenvolvimento
pessoal.

No final veio também a tornar-se no ponto de partida da minha carreira
profissional, com a oportunidade de ficar a trabalhar na Caixa Mágica."

 

André Vale:

"A oportunidade de estágio na Caixa Mágica, foi uma experiência enriquecedora
onde me mostrou o que acontece no mundo de trabalho real. Durante a o meu
percurso, foi-me proposto desenvolver uma aplicação mobile para iOS, usando
a linguagem Swift.

Até à data nunca tinha utilizado Swift, mas com a ajuda de mentor fantástico e
de uma equipa de colegas que me acolheram no seu meio rapidamente,
superei as minhas expectativas e acabei o projeto.

No final ofereceram-me uma oportunidade de ficar a trabalhar, a qual aceitei e
até hoje não me arrependo."

 

Miguel Figueira:

"Apesar de não ter sido o meu primeiro estágio de verão, este foi o estágio onde
senti que mais cresci a nível profissional. Foi-nos dada bastante autonomia
para desenvolver o projeto, mas também a orientação necessária para
ultrapassar as dificuldades. Pude aprender tecnologias e ferramentas
fundamentais que não foram ensinadas durante o meu percurso académico.

O ambiente na Caixa Mágica é profissional mas descontraído e familiar. Senti que
o meu trabalho acrescentou valor à Caixa Mágica e fomos tratados por
todos como sendo "da casa" (à exceção do Abel que, brincando, insistia em
nos tratar por "estagiários").

No final, foi-me dada a oportunidade de continuar na Caixa Mágica. Desde
então, aqui continuei a desenvolver as minhas aptidões."